Suspensão – Troca dos Amortecedores e Bandejas do Honda Fit

 

Acompanhe o processo completo de manutenção da suspensão da segunda geração do monovolume

por Gustavo de Sá fotos Lucas Porto

 

Além de buscar informação técnica, é essencial para o dia a dia do mecânico manter as ferramentas da oficina sempre atualizadas. Afinal, cada componente exige um cuidado específico em relação ao procedimento adequado e à aplicação do instrumento certo. Na manutenção de todo o sistema de suspensão, alguns itens específicos são necessários, como o encolhedor de molas, o sacador de pivô e uma ferramenta para destacar o pivô da manga de eixo (conhecida popularmente por “cajado”).

 

Como o nome aponta, o sacador de pivô é utilizado para remover o pivô sem danificar o conjunto. “O mecânico jamais deve dar pancadas com marretas ou utilizar maçaricos para remover pivôs. O furo da contra peça e o pino são cônicos. Se for utilizado o martelo, irá ovalizar o furo, alterando o ponto de assentamento e causando alto risco de quebra do pino do pivô com o veículo em movimento”, explica Eduardo Guimarães, assistente técnico da Nakata.

 

Nesta reportagem, acompanhe o procedimento completo de substituição dos amortecedores, bandejas, pivôs e bieletas em um exemplar da segunda geração do Honda Fit, ano 2009, com mais de 95 mil quilômetros rodados. Ao final do processo de troca dos amortecedores, é imprescindível realizar o alinhamento da direção.

 

“É importante realizar inspeções periódicas em todos o sistema de suspensão a cada 10.000 quilômetros rodados. O motorista precisa ficar atento a ruídos ou impactos acentuados ao passar por buracos, lombadas ou valetas, balanço excessivo em arrancadas e frenagens, vazamentos de óleo no amortecedor e desgaste irregular dos pneus”, afirma o assistente técnico da Nakata.

 

EIXO DIANTEIRO

 

1) Remova o acabamento dos braços limpadores de para-brisa.

1

 

2) Com um soquete e chave 14 mm, retire a porca de fixação dos braços e remova-os.

2

 

3) Para ter acesso à fixação superior dos amortecedores, é necessário remover a grelha de proteção e escoamento de água (conhecida popularmente como churrasqueira). Para isso, remova o grampo de fixação com chave de fenda.

3

 

4) Com cuidado, solte os 9 grampos de fixação da churrasqueira e remova-a.

4

 

5) Para retirar completamente a churrasqueira, é preciso desconectar a ligação do tubo do líquido limpador do para-brisa.

5

 

6) Com uma chave allen 6 mm e outra chave de 17 mm, afrouxe a porca de fixação superior do amortecedor.

6

 

7) Com chave allen 5 mm e chave 10 mm, solte a fixação superior da bieleta.

7

 

8) Utilize uma chave 12 mm para soltar o suporte do flexível de freio.

8

 

9) Desconecte o cabeamento do sistema de freios ABS.

9

 

10) Com uma chave 14 mm e allen de 5 mm, solte agora a fixação inferior da bieleta.

10

 

11) Com ajuda de uma pneumática, um soquete 19 mm e uma chave estriada de 19 mm, remova a porca de fixação da base do amortecedor com a manga de eixo.

11

 

12) Termine de soltar a fixação superior do amortecedor com chave 17 mm.

12

 

13) Remova a torre de suspensão dianteira.

13

 

NA BANCADA

 

14) Com chave 19 mm e outra allen 6 mm, solte a fixação do coxim do amortecedor.

14

 

15) Utilize um encolhedor de molas para realizar a desmontagem dos componentes.

15

 

16) Com o novo amortecedor fixo à morsa, realize o escorvamento (ou sangria). Faça o deslocamento vertical da haste cerca de 5 vezes para remover bolhas de ar ou de gás nitrogênio do tubo de pressão.

16

 

17) Comece a montagem na nova torre de suspensão instalando a mola.

17

 

18) Aplique o kit de reparo, que é composto por coifa, batente e coxim superior com rolamento.

18

 

19) Com a mola recolhida, instale o rolamento superior e faça o aperto da porca de fixação do conjunto.

19

Importante: Após feito o escorvamento, o amortecedor nunca pode ficar na posição horizontal. Tenha sempre o cuidado de mantê-lo na posição vertical até a instalação no veículo.

 

20) A instalação do amortecedor segue o procedimento inverso ao da desmontagem, com os torques de aperto recomendados pelo fabricante. O torque de aperto final é dado apenas com o veículo apoiado no solo. Tome o cuidado de instalar as porcas de fixação inferior no mesmo sentido em que estavam originalmente instaladas.

20

 

BANDEJAS E BIELETAS

 

21) Com uma chave 14 mm e allen de 5 mm, solte a fixação inferior da bieleta.

21

 

22) Remova a bieleta antiga.

22

 

23) Com alicate e chave de fenda, abra a cupilha de travamento da porca do pivô e puxe-a.

23

 

24) Solte a porca do pivô com chave 19 mm.

24

 

25) Remova o pivô com um sacador de pivô.

25

Importante: Não utilize martelo ou marreta para este procedimento. O furo da contra peça e o pino são cônicos. Ele deve ter perfeito assentamento. Se for utilizado o martelo, irá ovalizar o furo, alterando o ponto de assentamento e causando alto risco de quebra.

 

26) Utilize uma ferramenta especial para destacar o pivô da manga de eixo (popularmente conhecida como “cajado”).

26

 

27) Com a parafusadeira pneumática e soquete 19 mm, remova os quatro parafusos de fixação da bandeja. Remova a bandeja.

27

 

28) Cada um dos parafusos do passo anterior possui comprimento diferente. Por isso, na hora da retirada, atente-se para posição correta de cada m para facilitar o processo de montagem.

28

 

29) Instale a nova bandeja e aplique os parafusos com o torque recomendado pelo fabricante.

29

 

30) Reinstale a porca e a nova cupilha do pivô.

30

 

31) Instale a nova bieleta. O aperto final de todo o conjunto de acordo com a recomendação do fabricante é feito

31

somente com o veículo no solo.

 

EIXO TRASEIRO

 

32) Com o carro no elevador, apoie o amortecedor sobre um cavalete.

32

 

33) Utilize uma chave estria 14 mm e allen de 5 mm para remover a fixação superior do amortecedor traseiro. O acesso é feito pelo porta-malas, sendo necessária apenas a remoção de um acabamento plástico.

33

 

34) Na fixação inferior, utilize um soquete 14 mm e remova o amortecedor.

34

 

35) Assim como no componente dianteiro, é essencial realizar o escorvamento da nova peça traseira.

35

 

36) Instale o batente.

36

 

37) Coloque a arruela de encosto.

37

 

38) Instale o guarda-pó.

38

 

39) Instale a arruela de encosto e o tubo espaçador.

39

 

40) Coloque os coxins com as partes planas voltadas para o centro (as partes cônicas dos dois coxins devem apontar, respectivamente, para cima e para baixo). Um deles é inserido na bancada. O outro, com a peça instalada na carroceria.

40

 

41) A instalação do novo amortecedor traseiro segue o inverso da desmontagem.

41

 

Mais informações

Nakata: 0800-707-8022