Raio-X – Híbrido Esportivo

 

Lexus CT 200h tem a tecnologia de propulsão hibrida, com dois motores, um elétrico e outro a combustão. Ele segue a simplicidade dos modelos Toyota nas condições de reparo.

Texto: Edison Ragassi
Fotos: Lucas Porto

 

A Lexus, marca de luxo da Toyota, em novembro de 2018, durante o Salão do Automóvel de São Paulo, confirmou que passa a comercializar no Brasil só veículos híbridos.

 

Um dos integrantes de seu portfólio é o hatch CT 200h. O modelo utiliza o sistema Lexus Hybrid Drive, composto por um motor a gasolina 1.8 L VVT-i de ciclo Atkinson, com 99 cv de potência a 5.200 rpm e 14,5 kgfm de torque a 4.400 rpm. O motor à combustão funciona em conjunto com outro elétrico de 82 cv e 21,1 kgfm de torque, a potência combinada é de 136 cv. O câmbio é do tipo CVT.

 

Segundo divulgado pela empresa, de acordo com o INMETRO, o modelo faz 15,7 km/l em ciclo urbano e 14,2 km/l na rodovia.

 

Para entender as condições de reparabilidade deste veículo, a reportagem da Revista O Mecânico levou o modelo até a Five’s Garage, oficina localizada em São Paulo dirigida por Henrique Morizono. O profissional é formado pela Toyota do Japão, com passagens por revendas autorizadas da Toyota e BMW.

 

Para realizar revisões, manutenções preventivas e corretivas, o modelo não oferece dificuldades. “O motor de ciclo Atkinson mantém por tempo maior a abertura das válvulas. Por ser híbrido, não tem o motor de partida, o que é um item a menos a ser verificado nas revisões”, fala Morizono.

 

Se for necessário trocar as velas, o acesso é simples. “Ao retirar a tampa protetora que é encaixada, as bobinas das velas estão a vista e são fáceis de acessar”. Sobre as bobinas, Henrique recomenda que caso ocorra desgaste de uma das peças, o ideal é realizar a troca das quatro. “Elas trabalham de maneira simultânea, o que significa que se uma sofreu fadiga, em breve as outras também apresentarão problemas”.

 

 

 

 

Na parte frontal estão os bicos injetores de fácil visualização e acesso, assim como o filtro de ar. “Para substituir o filtro de ar é só soltar a mangueira de aspiração e as duas presilhas e na sequencia retirar o elemento filtrante. Na parte superior do motor não há necessidade de ferramentas especiais. Com a chave L 10”, 12” e 14” é possível realizar a substituição dos principais itens que exigem manutenção periódica”, comenta ele.

 

O propulsor a combustão é semelhante ao 1.8L do Corolla, “ele tem corrente
de comando, porém a bomba d’água e o compressor do ar-condicionado são controlados eletronicamente, não utilizam correia de acessórios”, avalia o profissional

 

 

 

 

 

MOTOR ELÉTRICO

 

O motor elétrico entrega 82 cv e 21,1 kgfm de torque. Ele pode ser acionado em baixas velocidades por meio de um botão no painel de instrumentos, ou funciona automaticamente de acordo com a exigência no pedal do acelerador. É possível utilizá-lo, sem a interferência do propulsor a combustão, até a velocidade de 60 km/h. Ele está ao lado do motor a combustão. Para colocá-lo, caixa do filtro de ar diminuiu de tamanho. Utiliza dois reservatórios para o líquido de arrefecimento, um trabalha com o motor a combustão e o outro com o elétrico. O líquido de arrefecimento é da mesma especificação nos dois reservatórios. “Antes de qualquer intervenção no sistema de alta tensão, é necessário utilizar os equipamentos de segurança, as luvas são de alta tensão. Elas não podem ter nem um microfuro, pois, por ele pode passar a corrente elétrica. Também é necessário uma capa protetora e desligar a chave, ela funciona como um disjuntor que desarma o sistema. Após desarmar o sistema é necessário aguardar cerca de 90 segundos para descarregar a carga elétrica e trabalhar com segurança. O inversor de alta tensão não é aterrado na carroceria, todos os cabos na cor laranja passam por baixo do veículo e são conectados diretamente na bateria. Ele não exige manutenção preventiva, a Lexus oferece 8 anos de garantia na parte de propulsão elétrica”, explica Morizono

 

 

 

SUSPENSÕES E FREIOS

 

O hatch híbrido da Lexus tem suspensões independentes, do tipo McPherson na dianteira e Double Wishbone na traseira. “As suspensões são semelhantes as do Toyota Prius, porém os amortecedores têm calibração específica para os modelos Lexus. No caso do CT 200h, a configuração privilegia a esportividade. Os outros itens que compõem o sistema como bandejas, pivôs e bieletas, são simples de substituir e não exigem ferramentas especiais”, indica o proprietário da Five’s Garage.

 

O sistema híbrido aproveita a energia gerada nas frenagens para carregar a bateria. Ele tem discos e pastilhas na dianteira e traseira, porém, isso não interfere ao substituir as peças. “O reaproveitamento de energia ocorre através do câmbio. Ao substituir os discos e pastilhas o processo é o mesmo dos modelos a combustão da Toyota. As ferramentas são de uso comum na oficina, inclusive o êmbolo para abrir as pinças traseiras e não há necessidade de desligar o sistema elétrico”.

 

O Lexus CT 200h tem tecnologia moderna de propulsão, com dois motores, um a combustão e outro elétrico e oferece condições simples de manutenção e reparabiliade. “O sistema e processo de manutenção é semelhante ao dos veículos Toyota. O mecânico deve utilizar o equipamento de diagnóstico atualizado, mas é necessário conhecimento técnico e equipamentos de proteção ao realizar o serviço na parte eletrificada”, recomenda Henrique Morizono, mecânico formado na Toyota do Japão

 

 

Ficha técnica

RENAULT KWID INTENSE 1.0 12V
Motor
Posição: Dianteiro transversal, Gas/Eletrico
Cilindros: 4 em linha
Cilindrada: 1.798 cm3
Válvulas: 16V
Taxa de compressão: 13:1
Injeção de combustível: : injeção eletrônica multiponto
Potência: 136 cv a 5.200 rpm
Torque: 21,0 kgfm a 4.000 rpm 

Câmbio
CVT

 

Freios
Dianteira: Disco Ventilado
Traseiros: Disco

 

Direção
Elétrica

 

Suspensões
Dianteira: Independente, McPherson
Traseira: Braços sobrepostos

 

Rodas e Pneu
Rodas: Liga leve, 16 polegadas
Pneus:
205/55 R16

 

Dimensões
Comprimento (mm):4.320
Largura (mm):1.765
Altura (mm):1.440
Distância entre eixos (mm): 2.600

 

Capacidades
Porta-malas: 45 litros
Caçamba: 375 litros