Hoje (25/06) temos O Mecânico Ao Vivo sobre sistemas de sincronismo com a Schaeffler

Hoje (25/06)  temos O Mecânico Ao Vivo, a partir das 19h30. A Revista O Mecânico e a Schaeffler falam sobre os kits de distribuição INA e o portal Repxpert, com os especialistas técnicos da Schaeffler Everton Domingues e Luiz Manzoli.

A transmissão é gratuita e será feita pelo canal O Mecâniconline do YouTube pelo Facebook. Participe, interaja conosco, e claro, esclareça suas dúvidas.

Esperamos vocês, amigos mecânicos! Até lá.




Ipiranga lança diesel aditivado com economia de combustível superior a 3%

A partir de junho, os postos da Ipiranga em todo o Brasil receberão o novo diesel S10 aditivado, o RendMax. O novo produto conta com uma série de aditivos exclusivos que, na prática, geram uma economia no consumo de combustível acima de 3% em relação ao diesel comum.

 

O novo combustível traz outros benefícios para motoristas e gestores de frotas: aumento à vida útil do motor, intervalos maiores entre as trocas de filtros e redução de emissões nocivas ao meio-ambiente, segundo a Ipiranga. Ao ser lançado, o RendMax entra para a linha de aditivados da Ipiranga, como a DT Clean e a Octapro

 

“O RendMax, assim como os últimos combustíveis aditivados que lançamos, segue o padrão de inovação técnica e eficiência que ultrapassa os padrões de mercado. Esses diferenciais nos trazem mais vantagem competitiva, desempenhando um papel fundamental na expansão de nosso portfólio de clientes corporativos e fidelizando nossos consumidores, uma vez que ambos têm acesso a um produto com mais eficiência”, disse Marcio Neves, Gerente Executivo de Planejamento de Varejo da Ipiranga.

 

Os testes em veículos abastecidos com diesel S10 aditivado RendMax, acompanhados e chancelados pelo Instituto Mauá de Tecnologia (Parecer DMV-PT-007/19), resultaram em economia de combustível acima de 3%, em comparação com diesel S10 comum. Condições operacionais e frequência de uso poderão influenciar o resultado para maior ou menor economia.




Ford Ranger 2020 perde motor flex

 

A Ford lançou a linha 2020 da picape Ranger, que agora não conta mais com a opção de motorização flex, tendo apenas motores diesel como opção de compra.

 

A linha 2020 ficou assim: XLS 2.2 diesel 4×2 AT por R$ 128.250; Ford Ranger XLS 2.2 diesel 4×4 MT por R$ 147.520; Ford Ranger XLS 2.2 diesel 4×4 AT por R$ 154.610; Ford Ranger XLT 3.2 diesel 4×4 AT por R$ 176.420 e Ford Ranger Limited 3.2 diesel 4×4 AT por R$ 188.990.

 

As versões XLS, com motor 2.2, entregam 160 cv de potência e 39,2 kgfm de torque. Enquanto as versões XLT e Limited, com motor 3.2, entregam 200 cv de potência e 47,9 kgfm de torque.

 

A nova Ranger 2020 traz um forte apelo tecnológico, com recursos para auxiliar o motorista. Como, por exemplo, o assistente autônomo de frenagem com detecção de pedestres, que funciona em velocidades de 5 km/h a 80 km/h, com o auxílio de duas câmeras e um radar. Ao identificar um veículo parado ou pedestre à frente, ele emite um alerta para o motorista e prepara os freios para uma frenagem rápida. Se o motorista não realizar nenhuma ação, ele aciona os freios automaticamente para evitar ou reduzir os danos de uma colisão.

 

Outro recurso é o sistema de reconhecimento de sinais de trânsito, que usa as mesmas câmeras para rastrear as placas na pista, alertando o motorista sobre os limites de velocidade. O objetivo dos dois sistemas é proporcionar uma direção mais segura e tranquila.

 

A picape ainda passou por leves mudanças estéticas, como na dianteira, que ganhou nova grade, inspirada nas picapes norte-americanas, e o para-choque ganhou foi redesenhado.




A Clarios, fabricante das baterias Heliar, é reconhecida pela DAF Caminhões

 

A produção de baterias da Clarios foi reconhecida pela DAF, multinacional fabricante de veículos pesados. A fabricante das baterias Heliar foi inserida na seleta lista de fornecedores que obtiveram performance com máximo de 10 PPM. A Clarios entregou produtos à montadora seguindo altos critérios de qualidade e, consequentemente, a ausência de defeitos de fabricação.

 

Para conquistar o selo de qualidade, o fornecedor precisa apresentar no máximo 10 PPM. “Isso significa que a fábrica pode apresentar até, no máximo, dez defeitos para cada 1 milhão de peças produzidas. No caso da Clarios, essa conquista se torna ainda mais representativa, porque a empresa obteve o resultado de zero defeitos”, explica o gerente de qualidade de fornecedores da DAF, Jorge Nadolny, que fez a entrega do certificado na semana passada.

 

O prêmio foi entregue nas mãos do operador de produção Adriel Fernandes da Silva, que é um dos trabalhadores que garantiram essa conquista para a Clarios. “Essa parceria segue desde que a DAF se instalou no Brasil, em 2013, e esse certificado demonstra que continuamos fazendo bem o nosso trabalho, de entregar baterias de extrema qualidade”, destaca Stefanini.

 

A fabricante das baterias Heliar segue um sistema de manufatura que possui como base nove princípios de excelência, que consideram a segurança no local de trabalho, a capacitação dos trabalhadores, eficientes processos de logística e de qualidade, entre outros. “Isso traz uma robustez para o sistema de produção. Ele foi desenhado para que todos os nossos clientes, tanto as montadoras como o mercado de reposição, tenham a tranquilidade em saber que estão recebendo um produto de extrema qualidade”, afirma o diretor de Operações da Clarios, Ronaldo Alves




MANN+HUMMEL é premiada entre melhores fornecedores da FCA América Latina

A MANN+HUMMEL foi uma das empresas premiadas como melhor fornecedora da Fiat Chrysler Automobiles na região da América Latina, durante o Annual Supplier Conference & Awards 2019, realizado em Belo Horizonte/MG, com uma mensagem assertiva aos principais parceiros da empresa: atingir os objetivos e garantir os incentivos do programa Rota 2030. O programa prevê benefícios fiscais para fabricantes de veículos e autopeças em troca de investimento em pesquisa e desenvolvimento, aumento de níveis de eficiência energética, adoção de sistemas avançados de segurança veicular e nacionalização de componentes estratégicos.

 

A premiação deste ano reconheceu 14 empresas em 16 categorias. A MANN+HUMMEL se destacou na categoria MOPAR (peças a concessionárias) pelo compromisso na entrega de valor com inovação, qualidade, garantia e competitividade, alinhadas aos princípios da Fiat Chrysler de colaboração proativa, melhoria contínua, integridade, empatia e advocacia, pensamento de longo prazo, transparência mútua, senso de urgência e responsabilidade social.

 

Representaram a MANN+HUMMEL no evento o Diretor de Vendas e Marketing, Fábio Moura, e o gerente OES, Eduardo Bianchin da Silva. “É muito importante para a MANN+HUMMEL ser reconhecida entre os principais e melhores fornecedores da FCA América Latina, contribuindo para o movimento de renovação e ampliação da gama de produtos da companhia, além de atuar como parceiro no desenvolvimento da FCA”, enfatiza o Diretor de Vendas e Marketing da MANN+HUMMEL.

 

Além do 1º lugar na categoria MOPAR, a MANN+HUMMEL também ficou entre os três primeiros colocados na categoria Engine Systems.

 

 




Randon Implementos faz primeira exportação de semirreboques para a Costa do Marfim

 

A Randon Implementos acaba de embarcar para a Costa do Marfim, na África, o primeiro tanque para o transporte de óleo diesel. Trata-se de uma transação inicial da ordem de US$ 60.000, que abre negociações futuras em um promissor destino que pode absorver até 150 novas unidades/ano. A expectativa do diretor da Randon Implementos, José Eduardo Dalla Nora, é de que este é um potencial mercado que aponta para boas perspectivas de negócios.

 

A estratégia adotada é de iniciar o relacionamento com o parceiro local, a Lassire, instalada em Abidjan, com volumes menores e com produtos já montados, devendo evoluir, futuramente, para a modalidade de CKD, com montagem e comercialização locais. “Queremos primeiro proporcionar uma experiência com a marca Randon e estamos convictos de que a parceria será bem-sucedida”, diz José Eduardo Dalla Nora.

 

A Randon Implementos encerrou o primeiro trimestre do ano contabilizando 600 unidades comercializadas no mercado internacional, notadamente para a América Latina (Chile, Paraguai, Argentina, Uruguai, Bolívia, Cuba e Peru) e para a África (Congo, Moçambique e Gana). Com este negócio, projeta-se alcançar 2500 equipamentos exportados neste ano.




NGK lança aplicativo para mercado de reposição

 

A NGK, especialista em sistemas de ignição, divulga o lançamento de seu aplicativo para smartphones. Disponível para Android e iOS, a ferramenta é voltada aos reparadores e clientes, e tem como diferencial reunir em um único material informações sobre as linhas de produtos da marca, com acesso rápido e prático. Informações detalhadas de cada item podem ser consultadas por meio de códigos dos produtos, montadora ou pelo modelo do veículo. A ferramenta inclui, automaticamente, novas peças ao portfólio para manter o cliente sempre informado sobre as mais recentes atualizações. Para baixar, basta acessar a loja virtual de seu smartphone e buscar por ‘NGK | NTK – Catálogo’.

 

O cliente pode fazer a busca pelos produtos disponíveis no App, com informações de todas as aplicações de velas, cabos, bobinas e sensores. No total, são mais de 4.000 aplicações disponíveis.

 

“A NGK é uma empresa comprometida com seus clientes e a inovação constante faz parte dessa diretriz. Por isso, demos esse importante passo. O lançamento do aplicativo NGK | NTK – Catálogo tem como meta facilitar a vida dos reparadores e clientes por meio de uma ferramenta moderna e eficaz, que reúne todas as características e aplicações de nossos produtos em um único lugar, garantindo mais qualidade de serviço para toda a cadeia de clientes”, diz José Eduardo, chefe da assistência técnica da NGK do Brasil.

 

Além do novo aplicativo, a NGK disponibiliza o catálogo eletrônico para download em seu site (www.ngkntk.com.br) no intuito de auxiliar reparadores em eventuais dúvidas. O site traz, ainda, cursos com vídeos técnicos, que emitem certificado NGK em nome do aluno. Todas estas ferramentas online, que incluem o site da empresa, o catálogo eletrônico e o aplicativo, têm como foco ampliar a experiência do usuário com os conteúdos da NGK.




Magneti Marelli Cofap desvenda mitos e verdades sobre amortecedores

 

 

Antes de se aprofundar, vamos entender a função dos amortecedores. Eles são componentes essenciais para a segurança veicular, tendo a função de controlar a ação das molas na suspensão, evitando a oscilação excessiva do veículo e mantendo os pneus sempre em contato com o solo, garantindo assim a estabilidade e a dirigibilidade do veículo nas mais diversas condições de terreno. Líder do mercado de reposiçã, a marca desvenda os principais mitos e verdades sobre essa autopeça. Confira:

 

Amortecedores aceitam recondicionamento.

 

MITO. Amortecedores não devem ser recondicionados. A grande maioria das peças vendidas como recondicionadas na verdade são amortecedores usados e já descartados que receberam apenas uma pintura nova ou que tiveram apenas o óleo substituído por um fluido fora dos parâmetros exigidos para o seu correto funcionamento. Além do óleo original, cuja composição é desenvolvida pelos fabricantes de fluidos em parceria com as montadoras especificamente para essa finalidade, um amortecedor é composto por diversos componentes internos, sujeitos a desgastes por atrito. Ou seja, como os componentes internos e o óleo não são encontrados livremente no mercado, os amortecedores ditos recondicionados continuam com os componentes internos originais, mas comprometidos devido ao desgaste, colocando em risco a segurança de motorista e passageiros.

 

Amortecedores recondicionadas têm a mesma eficiência que os novos.

 

MITO. Como os componentes internos estão desgastados, os amortecedores recondicionados estão sujeitos a apresentar grande perda de eficiência e, consequentemente, causar sérios problemas como perda de dirigibilidade e de estabilidade (principalmente nas curvas), aumento na distância da frenagem, desgaste prematuro dos pneus e desgaste dos demais componentes do sistema de suspensão, como coxins e buchas. Há, ainda, o risco de travamento dos amortecedores, afetando perigosamente o controle do veículo.

 

Amortecedor precisa ter selo do INMETRO.

 

VERDADE. Todos os amortecedores comercializados no Brasil devem possuir o certificado do INMETRO, que garante a qualidade da peça para o mercado reparador. Isso acontece justamente pelo fato de o amortecedor ser um dos itens de segurança mais importantes do veículo. Por isso, na hora de substituir o componente é essencial procurar por uma marca que seja referência pela qualidade, confiabilidade e garantia. A certificação Inmetro também é obrigatória para amortecedores importados. O processo de certificação do Inmetro exige auditoria nas fábricas e que os amortecedores sejam testados em laboratórios credenciados segundo uma série de parâmetros técnicos determinados pelo próprio Inmetro. Se atendidos esses parâmetros, o certificado é concedido exclusivamente para cada fábrica e para os amortecedores ali produzidos.

 

A certificação está sujeita, ainda, a um processo de manutenção anual, ou seja, lotes aleatórios de amortecedores devem ser submetidos a novos testes, anualmente, em laboratório credenciado, para garantir a manutenção do certificado. Caso haja não-conformidades, o Certificado é suspenso. Os amortecedores que conquistam o certificado devem apresentar, obrigatoriamente, o selo Inmetro gravado no tubo externo e também na embalagem, de maneira que o consumidor esteja certo de estar adquirindo um produto qualificado. Os amortecedores Cofap são certificados desde 2012.

 

Mas, falando dos amortecedores recondicionados, já que tratam-se de peças usadas e descartadas, elas podem apresentar o selo do Inmetro do fabricante original, levando o consumidor a crer que aquela peça recondicionada é certificada, o que não é verdade.

 

Amortecedor em mau estado pode provocar aquaplanagem.

 

VERDADE. O desgaste dos componentes internos dos amortecedores leva à perda de eficiência e pode causar a redução do contato entre os pneus e o solo. Nos dias chuvosos, isso pode agravar a ocorrência de aquaplanagem, que ocorre quando os pneus perdem o contato com o solo devido à lâmina de água sobre o asfalto. Sem o contato dos pneus com a pista, o motorista perde totalmente o controle sobre o veículo, o que pode gerar acidentes. O fenômeno de aquaplanagem pode ocorrer até mesmo com um veículo novo, dependendo de sua velocidade, porém, amortecedores em mau estado agravam severamente a situação na medida em que a aquaplanagem poderá ocorrer em velocidades bem mais baixas.

 

A substituição deve ser feita sempre em pares.

 

VERDADE. A recomendação é que a substituição de amortecedores seja feita sempre aos pares, para cada eixo. Isso porque, se um amortecedor novo trabalhar em conjunto com outro usado (mesmo que ainda esteja em condições de uso) num mesmo eixo, poderá haver um desequilíbrio, prejudicando a dirigibilidade. A manutenção veicular e a substituição de qualquer componente devem ser realizadas em decorrência de quebra ou preventivamente, conforme a percepção do motorista ou o diagnóstico efetuado por profissional treinado. A garantia Cofap cobre peças defeituosas, conforme os procedimentos informados no Certificado de Garantia que acompanha os amortecedores.

 




Michelin inaugura loja modelo para veículos premium em São Paulo



A Michelin inaugurou sua loja modelo no Brasil, a Stradale Car Service, especializada em veículos premium e de alta performance. Localizada na Av. Cidade Jardim, 911, em São Paulo, a loja comercializa pneus da empresa e oferece serviços automotivos de oficina para marcas como Ferrari, Maserati, Mercedes-Benz, Porsche e Bentley.

Entre os serviços estão alinhamento e balanceamento, geometria de suspensão, dinamômetro, diagnóstico, troca de óleo, reprogramação de ECU e revisão e manutenção do sistema de freios. O espaço conta com 1.000 m² de área construída, incluindo 11 boxes para atendimento. A Stradale também conta com serviço de “leva e traz” mediante agendamento, com atendimento exclusivo e diferenciado para proprietários de esportivos.




Mann-Filter alerta para manutenção preventiva dos filtros automotivos



Com a chegada do feriado de Corpus Christi, a Mann-Filter alerta os proprietários de automóveis a encaminharem os veículos para revisão antes de pegar a estrada. A fabricante explica que a falta de manutenção preventiva nos filtros pode causar prejuízos ao veículo durante a viagem, como por exemplo o aumento do consumo de combustível e desgaste prematuro das peças.

O consultor técnico da Mann-Filter, André Gonçalves, explica que a falta de manutenção do filtro de ar permite acúmulo ou a passagem de grãos de areia, pó e fuligem, o que pode ocasionar a perda de potência e o desgaste excessivo nas partes móveis do motor, como pistão e anéis.

Com relação ao filtro de óleo, André explica que sua função é impedir a entrada de impurezas no sistema de lubrificação do motor e por isso é recomendado realizar a troca do filtro sempre que trocar o óleo. Para o filtro do combustível, a recomendação é que a troca seja feita de acordo com as instruções do fabricante do veículo. Se isto não for respeitado pelo proprietário, pode ocasionar problemas nos bicos injetores e a queima da bomba de combustível.

Sobre o filtro de cabine, o técnico explica que a falta de manutenção pode causar acúmulo de micro-organismos e partículas que podem atrapalhar o fluxo de ar no interior do veículo e potencializar doenças respiratórias aos seus ocupantes. Vale destacar que o uso do filtro de cabine não está relacionado ao fato de o veículo ter ar condicionado, como muitos imaginam. O simples acionamento do sistema de ventilação faz com que o ar passe pelo elemento filtrante.